CFCH - Centro de Filosofia e Ciências Humanas

BIBLIOTECA

Nepp-DH realiza ato em memória das vítimas da ditadura

O Núcleo de Estudos de Políticas Públicas em Direitos Humanos Suely Souza de Almeida (Nepp-DH)  realiza, na próxima segunda-feira, dia 1º de abril, às 12 horas, o Ato Comunitário em Memória das Vítimas da Ditadura. A atividade contará com a presença de professores, servidores técnico-administrativos, estudantes e representantes de entidades como Adufrj, Sintufrj, DCE Mário Prata, Comissão da Verdade da UFRJ, Grupo Tortura Nunca Mais e outras. O ato realizado em frente ao prédio do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) da UFRJ. “Será um momento de reflexão sobre o simbolismo dos 55 anos da ditadura no Brasil e suas consequências”, explica Vantuil Pereira, diretor do Nepp-DH/UFRJ. 

 

Leia abaixo a nota do Nepp-DH:

O Núcleo de Estudos em Direitos Humanos Suely Souza de Almeida convida a todos para o Ato Comunitário em Memória das Vítimas da Ditadura de 1964 e em Defesa da Democracia, a realizar-se no dia 1º de Abril, 12 horas, em frente ao CFCH, Praia Vermelha.

Em nome da Memória e da Verdade convocamos a comunidade universitária do Campus UFRJ para manifestar sua recusa a todas formas de violência contra os direitos humanos e à democracia. Repudiamos todas as manifestações de autoritarismo e violações cometidas contra o povo brasileiro entre 1964 e 1988, assim como, todas ações que visam deformar, apagar e coibir o esforço de construção e resgate da memória histórica sem a qual o nosso país estará em constante ameaça de regressão e continuidade de práticas e crimes contra a humanidade. Os massacres, chacinas e torturas, o racismo institucional, o genocídio social e a criminalização de movimentos sociais fazem parte deste processo em que renascem forças perversas, de ódio e de medo que golpeiam as liberdades civis e políticas.

Manifestar nosso repúdio contra a falsificação, a farsa e a brutalidade é parte das responsabilidades éticas, intelectuais e morais da comunidade universitária e de todas e todos que trabalham com educação, cultura, ciência, tecnologia e inovação.

Em memória de todos que foram vítimas da violência da ditadura e dos seus epígonos que continuam a atuar contra os interesses da sociedade brasileira, bloqueando as políticas e projetos públicos que permitiriam o povo e a nação brasileira avançarem na construção de uma sociedade democrática com justiça social e ambiental para todas e todos.

Que o nome das vítimas seja lembrado como forma de mostrar nossa vontade comum de afirmar em Ato nosso compromisso pela vida e pela paz. DITADURA NUNCA MAIS.

 

Direção do Nepp-DH.

Compartilhe este conteúdo