CFCH - Centro de Filosofia e Ciências Humanas

Nota na íntegra de decanos e diretores contra a violência policial

Decanos e diretores manifestam “integral apoio às reivindicações” e declaram-se “orgulhosos de nossos estudantes, professores e servidores técnico-administrativos”. Por fim, a nota adverte para “os graves riscos que a democracia e o direto de manifestação correm quando agentes de forças públicas, que deveriam garantir a ordem pública e os direitos constitucionais dos cidadãos, deflagram violência generalizada e descontrolada”.

 

Leia a nota na íntegra:

No momento em que milhões de cidadãos, e sobretudo, de jovens vão às ruas para manifestar seu protesto contra as políticas vigentes nas áreas de transporte, saúde, educação, direitos humanos, segurança pública, democracia nos processos decisórios, desperdício de recursos públicos em obras suntuárias e inúteis, tentativas de restringir os poderes de investigação do Ministério Público, a Universidade Federal do Rio de Janeiro, fiel a sua tradição de alinhamento com as lutas e esperanças do povo brasileiro, vem a público para manifestar seu integral apoio às reivindicações e manifestações.

Estamos orgulhosos da ação de nossos estudantes, professores e servidores técnico-administrativos, que destacam uma vez mais a importância da Universidade Pública na formação da cidadania e na construção de uma sociedade mais justa, igualitária e democrática. 

Nós Decanos e Diretores da UFRJ, queremos, neste momento tão rico de nossa vida política e social, advertir para os graves riscos que a democracia e o direito de manifestação correm quando agentes de forças públicas, que deveriam garantir a ordem pública e os direitos constitucionais dos cidadãos, deflagram violência generalizada e descontrolada, obrigando centenas de nossos estudantes e de outras universidades a se refugiarem nos prédios da Faculdade de Direito e do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais. O quadro que se constituiu no centro da cidade e no entorno de nossas unidades de ensino e pesquisa, resultado da ação violenta de agentes provocadores e policiais, são motivo de preocupação e nossa Universidade se mantém alerta para defender, como sempre fez, a liberdade de expressão, fundamento da democracia. 

Praia Vermelha, Rio de Janeiro, 24 de junho de 2013

Diretores e Decanos da UFRJ.

Compartilhe este conteúdo