CFCH - Centro de Filosofia e Ciências Humanas

>> DESTAQUES

UFRJ realiza o ciclo de debates “50 anos de 68 - A utopia (quase) no Poder”

O evento sobre o ano de 1968, com militantes da época e pesquisadores internacionais, acontece de 5 a 9 de novembro, no campus da UFRJ na Praia Vermelha

A Comissão da Memória e Verdade da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) realiza o ciclo de debates “50 anos de 68 – A utopia (quase) no poder”, de 5 a 9 de novembro. O encontro acontece no Auditório Pedro Calmon, no campus da Praia Vermelha e reúne ativistas brasileiros da época e especialistas de universidades internacionais, para debater o ano de 1968 no Brasil e em outros países. Chamado de o “ano que não terminou”, 1968 foi marcado por intensa efervescência política e cultural, interrompida pelo AI5, que inaugurou a fase mais dura da ditadura militar brasileira

O evento tem o apoio do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, do Programa de Pós-Graduação em História Social (PPGHIS/UFRJ, através da professora Maria Paula de Araújo), do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR/UFRJ), da AdUFRJ – Seção Sindical dos Docente da UFRJ, da Universidade da Cidadania (UFRJ) e da Fundação Universitária José Bonifácio.

Os encontros contarão com tradução simultânea e darão direito a certificado. Também está prevista a transmissão on line pelo link.

O Auditório Pedro Calmon fica na avenida Pasteur, 250, Praia Vermelha/UFRJ.

Confira a programação:

5/11 (2ªf.) – 18h às 20h

1968 na Europa: França e Itália

Yves Cohen (École de Hautes Études em Sciences Sociales, Paris, França)

Luciana Castelina (Il Manifesto, Itália)

 

6/11 (3ªf) – 18h às 20h

1968 nos Estados Unidos: os Panteras Negras

Donna Murch (Rutgers University, EUA)

 

7/11 (4ªf) – 18h às 20h

1968 na América Latina

Eugenia Montaño (Universidade Nacional Autônoma de Mexico)

Mônica Gordilho (Universidade de Cordoba, Argentina)

 

8/11 (5ªf) – 18h às 20h 

Brasil: 1968 operário

Deisy Gonçalves de Paula (militante na Greve dos Metalúrgicos em Contagem, MG, 1968)

Roque Aparecido da Silva (liderança da Greve dos Metalúrgicos em Osasco, SP, 1968)

Mediação: Marco Aurelio Santana (IFCS/Universidade da Cidadania/UFRJ)

 

9/11 (6ªf.) – 18h às 20h

Brasil: Movimentos Estudantis 1968/2018

Jean Marc Van der Weid (ambientalista, presidente da UNE em 1968)

Lucia Murat (cineasta, militante estudantil em 1968)

Maria Clara Belmonte (DCE Mário Prata, UFRJ)

Natália Borges (DCE Mário Prata, UFRJ)

Mediação: Maria Paula Araújo (PPGHIS/IH/UFRJ)

Compartilhe este conteúdo