CFCH - Centro de Filosofia e Ciências Humanas

>> DESTAQUES

Vida e obra de Maurício Grabois em debate no CFCH

Além da autora, estão confirmadas as presenças de Aluizio Alves Filho, professor aposentado do Departamento de Ciência Política, do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (Ifcs) da UFRJ; e Carlos Henrique Tibiriçá, diretor da Fundação Maurício Grabois. 

Maurício Grabois

Deputado Constituinte na bancada comunista de 1946, Maurício Grabois apresentou 17 emendas ao projeto da nova Constituição. Muitas delas só foram incorporadas na Constituição de 1988. Quando cassado, proferiu um discurso contra a cassação dos deputados comunistas.

Maurício Grabois completaria 100 anos em 2012. Morreu aos 62 anos, em 1974, como comandante-chefe da Guerrilha do Araguaia, enfrentando o Exército Brasileiro. O militante foi um entre dezenas de guerrilheiros e camponeses da região assassinados pelo regime militar da época, cujos corpos estão até hoje desaparecidos. Entre eles, o de Maurício.

A autora

Victória Grabois, que além do pai, perdeu o irmão e o marido na Guerrilha do Araguaia, luta há mais de 30 anos exigindo do Estado brasileiro medidas urgentes para investigar as graves violações dos direitos humanos cometidas pelos agentes públicos envolvidos nos crimes contra a humanidade. Como presidente do Grupo Tortura Nunca Mais, continua enfatizando a importância do cumprimento da sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos, garantindo o acesso à informação e a abertura dos arquivos da ditadura militar para esclarecimento sobre o desaparecimento de seu pai. 

O Auditório Professor Manoel Maurício de Albuquerque fica no andar térreo do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH). O endereço é Avenida Pasteur, 250, fundos, campus da UFRJ na Praia Vermelha. A entrada é franca.

 

Fonte: Setor de Comunicação CFCH

Compartilhe este conteúdo